News
Carregando...

INFORMAÇÕES ATUALIZADAS SOBRE O ASSASSINATO DO POLICIAL FEDERAL EM JUAZEIRO


O corpo do policial federal Wilson Teixeira de Queiroz Netto, 41 anos, será encaminhado para o município de Pilão Arcado, no Vale do São Francisco, onde será sepultado nesta quarta-feira (2). O corpo foi velado até às 16h no Centro de Velório de Juazeiro, município onde o investigador trabalhava. Ninguém foi preso.
O policial foi morto durante um assalto na noite desta segunda-feira (29), no Terminal Rodoviário de Juazeiro. Segundo o coordenador da 17ª Coordenadoria da Polícia no Interior (Juazeiro), Elery Siqueira, os investigadores estão procurando pelos criminosos, mas até às 15h30 ninguém havia sido preso.
"Houve alguns boatos de prisões, mas nada foi confirmado oficialmente. Estamos com equipes nas ruas fazendo buscas, mas ninguém foi preso ainda", disse.
Teixeira foi abordado por três homens por volta das 21h30. Os bandidos anunciaram o assalto, mas o policial estava armado e revidou a abordagem. Houve troca de tiros e o investigador foi baleado. Ele foi socorrido até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
Segundo Siqueira, existe a possibilidade de que o policial não fosse o alvo dos bandidos e de que ele tenha sido baleado, na verdade, tentando impedir que os criminosos assaltassem outra pessoa.
"As imagens não estão muito claras. As câmeras da Rodoviária flagraram a ação, mas de um ponto distante. Precisamos melhorar a qualidade das imagens para ter certeza, mas, aparentemente, ele agiu para tentar defender uma vítima dos criminosos", afirmou o coordenador.
Ainda segundo o coordenador, os bandidos chegaram a pé e fugiram com o veículo Strada vermelho do policial em direção a comunidade do Juremal, em Juazeiro. O carro foi encontrado queimado próximo ao município de Ponto Novo, Centro-norte da Bahia.
O caso está sendo investigado pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Juazeiro. O CORREIO ainda não conseguiu contato com a unidade.
De acordo com a assessoria da Polícia Federal, Teixeira ingressou na Corporação, em Salvador, no ano de 2002. Ele também trabalhou em Altamira (PA) e em outubro de 2015 foi transferido para Juazeiro, onde estava trabalhando até ser assassinado.
Notas de pesarA Polícia Federal lamentou em nota a morte do policial e decretou luto de três  dias por conta do homicídio. "A Direção Geral se solidariza com familiares, amigos e colegas de trabalho, lamentando profundamente o triste episódio que encerrou a carreira promissora do policial. Fica estipulado luto na instituição pelo prazo de 3 dias", diz a nota.
O Ministério Público Federal também emitiu nota lamentando a morte do policial federal e ofereceu condolências à família da vítima.
"Os integrantes do Ministério Público Federal na Bahia expressam profundo pesar pelo falecimento do agente de Polícia Federal Wilson Teixeira de Queiroz Netto, nessa segunda-feira, 29 de fevereiro, em Juazeiro/BA. Em nome do MPF, seus integrantes estendem suas sinceras condolências aos familiares do agente", diz a nota. 

Veja vídeo:


Correio 24h

Share/Bookmark
Compartilhar no Google Plus

About Portal Itiuba

Portal Itiúba.Net, o Seu Jornal Digital 24 Horas Por Dia, 7 Dias por Semana, 365 Dias por Ano. Participe, Comente Nossas Matérias Logo Abaixo!

0 comentários :

Postar um comentário