News
Loading...

O Brasil vai mobilizar três vezes mais agentes de segurança que a África do Sul em 2010


Nunca uma festa esportiva teve tanta presença policial. As autoridades brasileiras, no momento de máxima exposição internacional do país, afirmam ter aproveitado a Copa do Mundo para integrar seus diferentes corpos de segurança e modernizar suas equipes de manutenção da ordem pública para impedir que os protestos ou qualquer outro incidente impeçam o funcionamento normal da Copa do Mundo. “Para nós, esta integração é o grande triunfo deste mundial”, afirmou na manhã de terça-feira o diretor da Secretaria Extraordinária para Grandes Eventos(SESGE), Andrei Rodrigues, na apresentação do plano de segurança nacional para o evento. Mais de 150.000 agentes trabalharão para manter a paz nas doze sedes do evento, três vezes mais do que o último Mundial da África do Sul, aonde foram mobilizados 53.000 pessoas.
“O grande objetivo é que não aconteça nada nos estádios”, enfatizou José Carlos Nardi, chefe do Estado Maior das Forças Armadas, no Forte de Copacabana, que confirmou a mobilização de doze batalhões de contingência prontos “para garantir a lei e a ordem” no caso de qualquer imprevisto grave forçar os governadores dos Estados a solicitar sua intervenção urgente para a presidenta da República, Dilma Rousseff. Além dos 70.000 soldados e 60.000 policiais dos diferentes corpos mobilizados no total, 20.000 agentes de segurança privada estarão presentes nos estádios, segundo a confirmação do Diretor Geral de Segurança do Comitê Organizador Local, Hilário Medeiros. O vice-diretor da Agência Brasileira de Inteligência, Ronaldo Belham, anunciou também que a FIFA reservou um número indeterminado de ingressos de cada um dos 64 jogos para agentes infiltrados no público, que informarão “qualquer ocorrência” antes, durante e depois das partidas.
A operação militar inclui também a presença (visível há alguns dias) de uma fragata, uma corveta e vários barcos auxiliares nas quatro cidades marítimas que abrigarão partidas: Fortaleza, Natal, Salvador e Rio de Janeiro. Além da proteção dos estádios e suas imediações (a grande preocupação do responsável maior do Exército), os soldados têm encomendada a proteção de 170 “infraestruturas críticas” para o funcionamento correto dos recintos esportivos, entre elas, subestações elétrica e centros de telecomunicações. Como se não bastasse, está prevista a instalação de baterias de mísseis antiaéreos nas imediações de alguns estádios, entre eles o mítico Maracanã, como aconteceu nos Jogos Olímpicos de Londres. As autoridades confirmaram que o orçamento para aquisição de armamento e mobilização das diferentes forças se aproxima dos 2 bilhões de reais (660 milhões de euros), que ficará como “legado para o país”, uma vez finalizada a “Copa das Copas”.
Nesta terça a seleção inglesa atravessou a praia de Copacabana com um dispositivo que incluía um blindado militar, em uma imagem que se repetirá numerosas vezes com diversas seleções durante o torneio. O vice-diretor de Inteligência explicou que foram feitas “análises de risco” de cada seleção baseadas em quatro índices: possibilidades de terrorismo, sensibilidade geopolítica, sensibilidade esportiva e caráter crítico de determinadas partidas. Belham não quis revelar o conteúdo do ranking: limitou-se a assinalar que os Estados Unidos figuram entre as sete equipes que receberão maior proteção. Consultado depois por este jornal, justificou sua discrição pelo “pandemônio” que ocorreria se a classificação fosse conhecida neste momento.
A utilização das Forças Armadas, segundo o Chefe do Estado Maior, permitiu equipar o país com material de defesa contra ataques químicos, biológicos e radio nucleares. Perguntado sobre se as forças de ordem pública se viram obrigadas a impedir algum tipo de ataque ou plano anti-Copa, afirmou que “até agora tudo vai muito bem”. Na quinta, dia de inauguração do Mundial, são anunciadas marchas em várias cidades do país. Será o momento de comprovar se o “risco zero” prometido pelo Comitê Organizador Local é ou não um exagero.

EL PAÍS

Share/Bookmark
Compartilhar no Google Plus

About Portal Itiuba

Portal Itiúba.Net, o Seu Jornal Digital 24 Horas Por Dia, 7 Dias por Semana, 365 Dias por Ano. Participe, Comente Nossas Matérias Logo Abaixo!

0 comentários :

Postar um comentário